O Melhor de Sampa

 OLAVO MEDEIROS - COOLHUNTER 

 

Nasci de oito meses na Maternidade de São Paulo, filho de pais nordestinos que vieram tentar a vida na cidade grande, como se dizia naquela época. Nasci paulistano, um mês antes do tempo, já apressado como o rítmo dessa cidade. Nasci na Rua Frei Caneca, onde anos mais tarde seria aberto um club underground chamado Samantha Santa, e ele se tornaria o embrião da região que hoje chamamos de Baixo Augusta.

 

Comecei a trabalhar aos quatorze anos no centro de São Paulo. No meu segundo dia de trabalho fui convidado a comer um sanduíche no restaurante “AO DIX BAR” na Rua São Bento. Comi um “Bauru Adão”, sanduíche clássico de Roast Beef servido nos bares tradicionais do Centrão. Infelizmente o “AO DIX BAR” não existe mais. Mas logo abaixo no Vale do Anhangabaú com a Avenida São João está o “AO BAR GUANABARA” que frequento até os dias de hoje, para comer sanduíches especiais, tomando uma cerveja Original, antes de um passeio pela Galeria do Rock ou por um dos inúmeros centros culturais da Região Central.

 

Quando atingi a adolescência,  já tinha o meu próprio dinheiro para aproveitar a cidade. Adulto, me tornei executivo da área de marketing em empresas multinacionais, onde minha tarefa era impactar formadores de opinião através de bares, restaurantes e clubs especiais. 

 

Graças à minha profissão, devorei pesquisas de comportamento e conheci cada canto desta cidade,  dos lugares mais sofisticados ao mais alternativos. Num momento de transição de carreira, percebi que mesmo sem poder gastar eu continuava tendo opções de lazer, gastronomia e cultura, pois havia conhecido centenas de locais gratuitos e/ou acessíveis. Surgiu assim, a vontade de compartilhar minha visão da cidade com outras pessoas, sobretudo com aqueles que não faziam ideia que sem tanto dinheiro no bolso poderiam ser mais felizes.

 

Em novembro de 2014 o projeto @omelhordesampa cria vida no instagram e em janeiro de 2015, mais precisamente no aniversário de São Paulo, parte para o mundo real através de walking tours pela cidade. Hoje o projeto acontece nos dois mundos (on e off line), separadamente e simultaneamente, ele ganhou vida e se tornou uma comunidade formada por exploradores, curiosos e apaixonados por esta metrópole. 

 

O @omelhordesampa é a melhor maneira que encontrei de prestar minha homenagem à esta São Paulo caótica e fascinante, o lugar onde nasci, cresci e que fez de mim o que sou.

 

Salve Sampa.